Quantcast Choice. Consent Manager Tag v2.0 (for TCF 2.0)
AtualidadeDestaqueNacional

Morte de Bruno Candé ativa delegação da Guiné-Bissau a Portugal

- publicidade -

Foi aprovado no Parlamento da Guiné-Bissau o envio de uma delegação parlamentar a Portugal para realizar contactos com as autoridades portugueses sobre o assassinato do ator Bruno Candé.

Os deputados da Guiné-Bissau aprovaram, em resolução, esse envio da delegação a Portugal e querem saber em que ponto está a investigação ao caso da morte do ator, de 30 anos e de origem guineense, que foi morto a tiro no passado sábado, em Moscavide. O homem que atirou contra o ator encontra-se em prisão preventiva, depois de ter sido detido por populares.

A resolução, divulgada esta semana, refere que foi autorizada pelo Parlamento da Guiné-Bissau a “criação e deslocação de uma delegação a Portugal com vista a manter contactos com as autoridades portugueses sobre aquele assassínio e inteirar-se da situação dos cidadãos guineenses em Portugal“.

Os deputados condenaram o assassínio do ator, considerando que foi “fundado em motivos fúteis, por representar o que mais desprezível existe num ser humano“, e desafiam as autoridades portuguesas a desenvolver com urgência todas as diligências necessárias para apurar factos e acabar com este tipo de crime.

O velório de Bruno Candé está marcado para esta quinta-feira, entre as 10h e as 15h, o funeral segue para o cemitério dos Olivais pelas 15h45.

[themoneytizer id=”61056-1″]

 

 

 

 

 

 

- publicidade -

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui