Parceiros
AtualidadeDistritoMoitaMontijoPalmelaSeixalSetúbal

Moção da CDU sobre invasão da Ucrânia chumbada em várias Assembleias Municipais

- publicidade -

Esta sexta-feira decorreram várias Assembleias Municipais na península de Setúbal, na qual os eleitos aproveitaram para apresentar moções e debater a questão da ocupação da Ucrânia pelas forças militares russas.

Na Assembleia Municipal do Montijo, as moções/votos de condenação foram apresentadas pelo CDS-PP (aprovado por unanimidade), PSD (aprovado por unanimidade), pela Iniciativa Liberal (aprovado por unanimidade) pelos eleitos do CDS, do PS, da IL, do Chega, do BE e da CDU. O PS apresentou uma declaração sobre o mesmo tema, documento que não vai a votação.

Já o voto «Em defesa da Paz e pelo fim da escalada de confrontação na Europa» apresentado pela CDU foi criticado e condenado pelos deputados dos restantes partidos, por acusar a NATO de promover a invasão, por «não ser genuíno» e «por promover a falta de liberdade», tendo sido rejeitado, obtendo apenas os votos a favor dos eleitos da CDU e do BE.

Os eleitos da Assembleia Municipal do Seixal também reuniram ontem, e foram apresentadas duas moções e dois votos de condenação pela invasão da Ucrânia pela Rússia propostos pelos deputados do PS, Bloco de Esquerda, PAN e Chega, e os votos contra da CDU e a abstenção d’Os Verdes.

Por sua vez, os deputados municipais da CDU apresentaram o voto «Em defesa da Paz e pelo fim da escalada de confrontação na Europa», que foi rejeitada.

Outra reunião da Assembleia Municipal decorreu em Sesimbra, onde o PS apresentou uma moção na qual condenou a actuação de Putin sobre a Ucrânia, e que foi aprovada com os votos do PS, PSD, Chega, BE, deputada independente e com a abstenção da CDU.

Na Moita reuniu também a Assembleia Municipal na noite desta sexta-feira, durante a qual a CDU também apresentou a moção «Em defesa da Paz e pelo fim da escalada de confrontação na Europa», que foi recusada por 18 contra (PS, CDS-PP e Chega) e 1 abstenção (PSD), com 11 votos a favor (CDU e BE).

Já a moção do PSD sobre o mesmo tema obteve a abstenção da CDU, e os votos favoráveis do PS, PSD, CDS e BE; resultados iguais para a moção apresentada pelo PS.

Por fim, os deputados da Assembleia Municipal de Setúbal também reuniram esta sexta-feira, durante a qual a Iniciativa Liberal apresentou uma moção sobre a invasão na Ucrânia, que foi aprovada com os votos do PS, PSD, Chega, BE, PAN e IL, e os votos contra da CDU e BE, que apresentou uma declaração de voto, na qual explica que «rejeitou a moção por esta não ter uma única vez a palavra ‘paz’» e por considerar «não ser o momento para visões maniqueístas do que está a acontecer».

Também o BE apresentou uma declaração de voto sobre o voto contra a moção, explicando que «nesta a IL afirma que os governantes russos falharam no desenvolvimento económico do país, misturando PIB com Paz».

Na discussão da moção da IL, o PS e o BE apresentaram uma condenação sobre a ação da Rússia, mas que não foram a votação.

Nos concelhos de Almada, Palmela, Barreiro e Alcochete as Assembleia Municipal aconteceram antes de 25 de Fevereiro, data da invasão russa na Ucrânia.

- publicidade -

Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário