Ministro do Ambiente garante que estação de medição está a ser instalada em Paio Pires

O ministro do Ambiente garantiu hoje que está a ser instalada uma estação de medição da qualidade do ar em Paio Pires, no Seixal, zona onde foi detetado um conjunto de fenómenos de poluição.

0
295
Tempo de Leitura: 1 minuto

O ministro do Ambiente garantiu hoje que está a ser instalada uma estação de medição da qualidade do ar em Paio Pires, no Seixal, zona onde foi detetado um conjunto de fenómenos de poluição.

João Pedro Matos Fernandes falava na Comissão Parlamentar de Ambiente quando foi questionado pela deputada Maria Manuela Rola (BE) sobre a medição deficitária das partículas finas pm2.5 em várias zonas do país, entre as quais na Aldeia de Paio Pires, onde se encontra instalada a Siderurgia Nacional.

«Está-se a proceder à instalação de uma estação de medição do ar em Paio Pires» garantiu o ministro, acrescentando que existem em Portugal 67 estações de medição de qualidade do ar e que muitas se encontram degradadas, mas que serão recuperadas até ao final do ano.

Do total de 67 estações de medição, acrescentou, 34 já estão recuperadas.

O ministro disse ainda que nos últimos anos Portugal tem melhorado bastante a qualidade do ar sendo um dos países da Europa com menos problemas.

Segundo o ministro, os três locais onde com alguma persistência surgem problemas de ar com fraca qualidade são Lisboa, Porto e Braga, todos motivados pela mesma razão, ou seja, os transportes.

Relativamente a Paio Pires, Matos Fernandes adiantou que a Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território (IGAMAOT) «já conclui o seu trabalho, já enviou para a Agência Portuguesa de Ambiente a informação relativamente à Siderurgia Nacional, que ainda tem estrada para andar para cumprir cabalmente a sua licença ambiental, o que julgo que acontecerá em breve porque sentimos da parte da Siderurgia disponibilidade para isso».

Questionado sobre o mesmo assunto pela deputada do Partido Ecologista ‘Os Verdes’ Heloísa Apolónia, o ministro adiantou que em Paio Pires foram detetados um conjunto de fenómenos de poluição que não permitem determinar se são da Siderurgia.

«Não consigo vir aqui dizer que é a Siderurgia. Há ali outras fontes de poluição», disse o ministro aos deputados da comissão parlamentar.

Na sexta-feira, a Assembleia da República aprovou seis projetos de resolução, apresentados por PEV, PSD e CDS-PP, relativos ao impacto ambiental que a Siderurgia Nacional tem na aldeia de Paio Pires e no concelho do Seixal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome