AtualidadeDestaque
Em Destaque

Ministério reduziu capacidade de correio electrónico aos médicos

- publicidade -

A denúncia é feita pela Ordem dos Médicos, que afirma ter sido reduzida a capacidade das caixas de correio electrónico dos médicos de família de 50Gg para apenas 2GB, numa «decisão unilateral, inaceitável e até mesmo intolerável».

Segundo o Bastonário, Miguel Guimarães, «chegou-nos ao conhecimento, através do relato de vários colegas, de que a capacidade das contas profissionais de email dos médicos de família foi drasticamente reduzida.

Esta decisão unilateral e sem aviso prévio constitui mais uma barreira inadmissível ao contacto dos doentes com os seus centros de saúde e torna-se especialmente grave no contexto de pandemia que vivemos.»

O Bastonário critica também «a dificuldade antiga com as centrais telefónicas dos centros de saúde, que estão obsoletas e não permitem fazer um atendimento telefónico eficaz».

Acerca da diminuição da capacidade das caixas de email, Miguel Guimarães questiona se «a decisão fica a dever-se a motivos financeiros, prova-se uma vez mais o desnorte com que a saúde de todos nós está a ser gerida, ignorando-se que o dinheiro que hoje é retirado sairá mais caro no futuro».

O Bastonário deixa ainda um apelo para «uma rápida explicação deste erro e a reposição da capacidade de resposta», depois dos vários alertas que a Ordem tem deixado sobre «os grandes constrangimentos que se vivem nos centros de saúde e que são resultado da opção do Ministério da Saúde de manter os médicos de família desviados e focados no combate à pandemia, sem poderem continuar o atendimento aos seus doentes de sempre».

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui