AtualidadecoronavírusÉvoraNacionalSociedade

Ministério Público abre inquérito sobre o surto de Covid-19 em Mora

O município ativou o Plano Municipal de Emergência e fechou os serviços de atendimento ao público na semana passada.

publicidade

O Ministério Público instaurou um inquérito sobre o surto de covid-19 na vila de Mora – Évora, que já infetou 54 pessoas.

A abertura do inquérito foi confirmada esta sexta-feira pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

Questionada pela agência Lusa, a PGR indicou que “não deixarão de ser investigados todos os factos que chegarem ao conhecimento do Ministério Público e que sejam suscetíveis de integrarem a prática de crime”.

Este inquérito é dirigido pelo Ministério Público do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Évora.

O atual surto surgiu no dia 9 de agosto, quando foram confirmados os primeiros três casos positivos na comunidade, número que tem vindo a subir todos os dias, à medida que vão sendo testados os contactos de pessoas infetadas.

O município ativou o Plano Municipal de Emergência e fechou os serviços de atendimento ao público na semana passada.

Por precaução, fecharam também cafés, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais.

Em entrevista à SIC, o presidente da Câmara Municipal de Mora recusou na segunda-feira que a população tivesse relaxado durante o confinamento e diz que foram cumpridas as regras das autoridades.

Mas o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Mora considerou, também em entrevista à SIC, que o surto apareceu por causa do descuido da população da vila alentejana que deixou de ter os cuidados necessários, desvalorizando sintomas como febres altas.

No Hospital de Évora permanecem internados cinco doentes, quatro deles nos cuidados intensivos.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui