AtualidadeDesportoDestaqueNacionalOpinião

Mi liga, VA(R)!

- publicidade -

Tudo o que não agrada aos comentadores de futebol é logo denominado “aberração”. Agora é o VAR! É uma “aberração filosófica”, não deixem “o VAR matar o futebol”, “tira toda a emoção” ao futebol. Agora chegámos à teoria do “milímetro”.

Todos sabemos que os homens têm um fetiche pelo tamanho. Infelizmente 99,9% dos comentadores de futebol são homens e faltava chegar essa discussão ao universo da bola… Já viste pá, o árbitro anulou um golo ao Sporting CP por 2 cm… Isso não é nada! É verdade pá, completamente sobrevalorizado! Qualquer dia pá, isto vai ser decidido ao milímetro!
 
Eu assisto a estas discussões da mesma forma com que ouvia alguns amigos meus, na adolescência, a fazer vingar a teoria do “pequenino mas trabalhador”. Quem analisa a decisão de um VAR pelo “tamanho” da infracção merece, pelo menos, a nossa simpatia, até porque não deve ser fácil passar a vida a usar o 42 quando se tem um pé 35.

Mas ninguém consegue parar um homem quando colocado no dilema do tamanho. Digamos que a diferença entre nós e os animais fica muito ténue nesses momentos. E tudo serve para demonstrar “virilidade”: “a tecnologia (VAR) está a sugar a humanidade do jogo”! Perdão? Pode repetir, mas agora com delicadeza? É que tenho a certeza que percebi mal! Ou “a tecnologia (VAR) está a matar o prazer do golo! Ai temos de dizer todos basta! O golo até pode ser inválido, mas não lhe tirem o prazer, pá!

Por este andar o Pornhub terá um programa sobre futebol em breve… Eu até poderia sugerir um nome: Mi liga, VA(R)!

Mas para o programa começar em grande, deixem lá isso dos 2 cm, até porque o Sporting CP não precisa de lances ilegais para se tornar Campeão.

O primeiro episódio deve ser sobre um lance pornográfico de 1,71m (!) O lance do não penálti sobre Rafa Silva, que deu a vitória do SL Benfica sobre o Marítimo. Nem a “Rainha” Cicciolina conseguiu fingir tanto. E o “tema” foi-me dado por alguma comunicação social que, em vez de condenar a decisão, branqueou a mesma com os títulos: primeiro penálti da época dá vitória às águias. Já dizia Lavoisier, “na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”! E assim toca a aproveitar, se foi o primeiro, era virgem!

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui