BarreiroDistritoDistrito Setúbal

Mestres da Soflusa com adesão de 100% à greve

publicidade

A Soflusa confirmou hoje a adesão de 100% dos mestres da empresa à greve pela contratação de mais profissionais, o que, no primeiro dia, levou à supressão de 40 ligações fluviais entre o Barreiro e Lisboa.

Numa resposta enviada à Lusa, a empresa avançou que todos os mestres (21 trabalhadores) aderiram à paralisação parcial, de três horas por turno, o que coincide com a informação dada esta manhã pela Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans).

Segundo a Soflusa, o serviço está a funcionar com perturbações e, entre as 05:50 e as 09:15, “foram suprimidas 40 carreiras”.

Além destas supressões, a empresa já informou que serão suprimidas ligações adicionais em ambos os terminais, entre as 14h55 e as 17h45, segundo comunicado divulgado na sua página da internet, aconselhando a Soflusa aos utentes que utilizem os seus títulos de transporte na ligação fluvial do Barreiro, nas ligações fluviais do Seixal, Montijo e Cacilhas, e também que a

Carreira n.º 6 dos TCB, no percurso Barreiro – Coina terá o serviço reforçado das 6h15 à 9h00 e das 18h20 às 20h51.

Na quarta-feira, depois de uma reunião entre os sindicatos e o secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, José Mendes, a Fectrans anunciou que as negociações na empresa vão ser reabertas, contudo, não foi o suficiente para pôr termo à greve.

Os mestres da empresa começam também hoje uma greve às horas extraordinárias, que se deve prolongar até final do ano, devido à “falta de profissionais”.

Ler mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui