Parceiros
Atualidade

Jornalista russa que protestou em direto contra a guerra está desaparecida

- publicidade -

A jornalista russa que protestou contra a guerra no canal de TV mais visto na Rússia desapareceu durante esta noite, após ter sido detida.


Marina Ovsyannikova tinha invadido em direto o cenário do canal estatal da Rússia, o Channel One, com uma placa anti-guerra e contra o governo russo.


A placa, que dizia “Parem a guerra. Não acreditem na propaganda. Aqui eles estão a mentir-vos!” foi vista durante alguns segundos, antes que a transmissão mudasse rapidamente para um programa pré-gravado.


A jornalista está a ser procurada pelo advogado de direitos humanos Pavel Chikov, que publicou no Twitter o desaparecimento de Marina Ovsyannikova.


“Marina Ovsyannikova ainda não foi encontrada. Está desaparecida há mais de 12 horas”, escreveu o advogado.


Os jornalistas russos que descrevam a invasão como uma “guerra”, ou que divulguem o que o Kremlin descreveu como informações “falsas”, podem sofrer até 15 anos de prisão.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário