Autárquicas 2021Política

Jerónimo de Sousa frisa ‘conquista’ de dois municípios e critica ‘campanha anticomunista’

- publicidade -

O Secretario-Geral do Partido Comunista Português, Jerónimo de Sousa, fez esta quarta-feira um balanço da reunião do Comité Central após as eleições autárquicas que tiveram lugar no domingo.

Para Jerónimo de Sousa «o resultado eleitoral da CDU, com a obtenção de cerca de 451 mil votos e de 9,1% do total nacional, é expressão da dimensão nacional da sua votação».

Apesar de frisar «a perda de sete municípios», aposta no « valor da conquista de dois outros» e na «obtenção de maiorias em 19 municípios, incluindo duas capitais de distrito – Évora e Setúbal -, pela confirmação de posições em vereações de importantes Câmaras Municipais (Lisboa, Porto, Coimbra, Braga, Viana do Castelo, entre outras) e a conquista de novas posições em órgãos municipais, onde há muito isso não acontecia».

Tal como o comunicado divulgado ontem pelo PCP após a análise do Comité Central aos resultados obtidos, também Jerónimo de Sousa assinala que «este resultado é construído enfrentando um conjunto de factores adversos, que só foi possível minimizar ou ultrapassar graças à mobilização e empenhamento de milhares de activistas e candidatos, com grande trabalho e dedicação».

E os «factores adversos» que aponta são «os efeitos de uma prolongada e intensa campanha anticomunista, a menorização deliberada da CDU e a desfocagem da natureza e objectivos destas eleições para as autarquias».

No comunicado do Comité Central, esses factores adversos foram apontados, em primeiro lugar, ao papel da comunicação social que acusou de «uma linha de menorização e apagamento da força da CDU».

Para o Comité Central do PCP «a obtenção de cerca de 451 mil votos e de 9,1% do total nacional, a eleição de mais de dois mil mandatos directos, a que se somarão ainda umas centenas de outros (que resultarão da constituição das Juntas de Freguesia), são a verdadeira dimensão do resultado da CDU.

A confirmação da CDU como a grande força de esquerda no poder local é um resultado que tem de ser valorizado.»

O PCP/CDU perdeu nestas eleições autárquicas sete municípios (Alpiarça, Alvito, Loures, Moita, Montemor-o-Novo, Mora e Vila Viçosa) e conquistou dois, Barrancos e Viana do Alentejo.

Além disso, a coligação obteve maiorias em 19 municípios, incluindo duas capitais de distrito, Évora e Setúbal.

 

- publicidade -

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo