BarreiroPolítica

Jerónimo de Sousa: “Comemorações de abril são momento para afirmar o poder local”

Jerónimo de Sousa afirmou-se confiante de que os candidatos da CDU estarão à altura dos desafios.

- publicidade -

O secretário-geral do PCP defendeu sexta-feira, no Barreiro, que as comemorações do 25 de abril no ano em que se assinalam os 45 anos da Constituição da República, “devem ser um momento para afirmar o Poder Local”.

“As comemorações da Revolução de Abril, no ano em que se assinalam os 45 anos da Constituição da República, devem ser um momento para afirmar o valor do Poder Local e o que ele representa de espaço de realização de direitos e aspirações populares”, disse Jerónimo de Sousa.

Para o líder comunista, que falava na apresentação dos candidatos da CDU à presidência da Câmara Municipal, Carlos Humberto, e à Assembleia Municipal do Barreiro, José Luís Ferreira, “as eleições autárquicas são um momento de afirmação da democracia, tão mais atual quando se desenham e se assumem abertamente projetos reacionários e antidemocráticos”.

“As próximas eleições autárquicas constituem uma batalha política de grande importância pelo que representam no plano local, mas também pelo que podem contribuir para dar força à luta que travamos no plano nacional por soluções para os problemas nacionais e em defesa da melhoria das condições de vida do povo”, acrescentou Jerónimo de Sousa.

Sobre as eleições autárquicas no Barreiro, Jerónimo de Sousa afirmou-se confiante de que os candidatos da CDU estarão à altura dos desafios e enunciou algumas prioridades estratégicas da intervenção da coligação liderada pelo PCP naquele concelho do distrito de Setúbal.

“Falamos da importância da terceira travessia do Tejo, a ponte para o Seixal, o aeroporto em Alcochete. Da importância da requalificação do Barreiro antigo”, disse Jerónimo de Sousa, que também manifestou preocupação com a Quinta da Braamcamp, “adquirida pela Câmara no anterior mandato de maioria CDU para usufruto da população e que a atual maioria do PS quer entregar à especulação imobiliária”.

 Na apresentação pública da candidatura, na coletividade Os Penicheiros, o cabeça-de-lista da CDU à presidência da Câmara Municipal, Carlos Humberto, disse que acedeu ao pedido do PCP, e de personalidades de diversos quadrantes políticos, para se recandidatar ao cargo que já desempenhou em três mandatos consecutivos, entre 2005 e 2017.

  “Reconheço que há uma campanha contra anteriores eleitos do Poder Local no Barreiro, mas não é essa a razão porque sou candidato e estou aqui hoje convosco. A razão porque sou candidato a presidente da Câmara é para colocar à disposição do Barreiro o meu saber, a minha experiência, os meus conhecimentos, os contactos que fui construindo. É para continuar o que foi interrompido”, disse.

“É para dar voz ao Barreiro, é para que o Barreiro tenha voz própria. É para me assumir como porta-voz do Barreiro junto das diversas instâncias. O Barreiro necessita de ter voz”, concluiu o candidato da CDU à presidência da Câmara do Barreiro.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui