AtualidadeCoimbraGuardaJustiça

Investigação de dois anos leva à detenção de grupo por tráfico de armas 

- publicidade -

A Polícia Judiciária, através da Diretoria do Centro, no decurso da operação ‘Ferro e Fogo’, realizou 21 buscas domiciliárias e deteve 3 homens e constituiu arguidos outros 11, por crime de tráfico de armas.

Um dos detidos, a coberto de uma licença de colecionador, que o habilita a possuir armas de fogo devidamente legalizadas, dedicava-se à aquisição, transformação e venda ilícita de armas de fogo e munições, que fornecia a inúmeros indivíduos residentes em várias zonas do país.

A operação foi desenvolvida em três fases pela Diretoria do Centro da Polícia Judiciária, com a colaboração de operacionais dos Departamentos de Investigação Criminal de Leiria e Guarda, bem como de elementos do Destacamento Territorial da GNR das Caldas da Rainha e PSP da Figueira da Foz.

Esta ação representou o culminar de uma investigação iniciada há cerca de dois anos, tendo sido efetuados buscas nos concelhos de Soure, Figueira da Foz e Nazaré.

No decurso das diligências, foram apreendidas ao principal suspeito armas de fogo indocumentadas, transformadas e em processo de transformação, uma arma de fogo dissimulada sob a forma de outro objeto (caneta pistola), silenciadores, partes essenciais de arma de fogo, armas brancas proibidas (facas de abertura automática e ponta e mola), bastões extensíveis, engenhos explosivos civis (detonadores pirotécnicos e elétrico) e explosivo civil (cordão detonante).

Para além das detenções, no decurso das 21 buscas domiciliárias realizadas, entre outros artigos, foi apreendido um total de 27 armas longas/espingardas (caçadeiras, carabinas e uma espingarda automática), 32 pistolas (de calibre 9mm, 7,65mm, 6,35mm, .45 e .22), 21 revólveres (de calibre 357 magnum, .44, .38, .32 e .22), 7 pistolas transformadas e/ou em fase de transformação, 1 caneta pistola, 8 armas de alarme (que podem ser convertidas em armas de fogo), 4 reproduções de arma de fogo, 4 armas brancas proibidas, 2 bastões extensíveis, 2 silenciadores, 7 detonadores, 27 metros de cordão detonante, 24 metros de cordão lento (rastilho) e mais de 9200 munições de calibres variados.

Os detidos, com idades compreendidas entre os 35 e os 61 anos, um dos quais já referenciado pela prática de ilícitos criminais relacionados com armas de fogo, foram presentes às autoridades judiciárias para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação, tendo sido aplicada a um dos arguidos a medida de prisão preventiva e aos restantes dois a medida de apresentações periódicas às autoridades.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui