País

Infarmed pondera passar medicamentos de dispensa hospitalar para farmácias

O presidente do Infarmed, organismo que vai liderar o grupo de trabalho encarregado de estudar soluções para aproximar o doente do tratamento prescrito, admitiu que alguns medicamentos de dispensa hospitalar poderão passar, de forma definitiva, a ser dispensados nas farmácias.

A própria mobilidade dos doentes dentro do Serviço Nacional de Saúde (SNS) implicou que se procurassem «formas de facilitar o acesso do doente ao medicamento», explicou Rui Ivo durante a conferência de imprensa em que a secretaria de Estado Adjunta e da Saúde, Jamila Madeira, anunciou a criação do grupo de trabalho.

O responsável pelo Infarmed, exemplificou com medicamentos para o HIV, a esclerose múltipla, patologias autoimunes, como a artrite reumatoide, algumas doenças oncológicas e também na área da transplantação.

Ao longo dos últimos meses, em consequência da pandemia de covid-19, têm vindo a ser desenvolvidas iniciativas pelos hospitais, em modelos diferentes, que «no fundo procuram que o medicamento possa chegar ao doente da forma mais cómoda», referiu.

O trabalho de campo tem vindo a ser feito com as Administrações Regionais de Saúde, os hospitais e outros parceiros do setor, como associações de doentes, ordens profissionais, associações de fornecedores e de farmácias, no sentido de analisar as possibilidades de desenvolvimento deste tipo de iniciativas.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *