Sociedade

Incêndio no Chiado foi há 32 anos

O Incêndio do Chiado deflagrou a 25 de Agosto de 1988 nos Armazéns Grandella na Rua do Carmo

publicidade

O Incêndio do Chiado deflagrou a 25 de Agosto de 1988 nos Armazéns Grandella do lado da Rua do Carmo em Lisboa, cerca das 5h00 e propagou-se rapidamente aos edifícios contíguos à Rua Garrett.

O incêndio destruiu 18 edifícios e uma área que equivale a quase oito estádios de futebol, e a catástrofe assumiu maiores proporções porque os carros dos Bombeiros não conseguiram entrar na Rua do Carmo, à data reservada aos peões e enfeitada com canteiros altos de betão, obra polémica que se deveu ao mandato de Nuno Abecassis, então presidente da Câmara Municipal de Lisboa. Além de lojas e escritórios, foram destruídos muitos edifícios do século XVIII.

Os piores estragos foram na Rua do Carmo, onde se perderam os armazéns do Grandella e a Perfumaria da Moda (cenários da fita O Pai Tirano), assim como os Grandes Armazéns do Chiado e o arquivo histórico de gravações de som da Valentim de Carvalho.

Depois do incêndio, os bombeiros continuaram no local durante cerca de dois meses, na remoção de escombros, altura em que foi encontrado o corpo de uma das vítimas mortais, um electricista reformado do Arsenal da Marinha com cerca de 70 anos.

Outra das vítimas mortais, um bombeiro de 31 anos, Joaquim Ramos, morreu no início de Setembro de 1988 no Hospital de São José, depois de ter sido atingido por uma ‘língua de fogo’ e gases muito quentes, enquanto combatia o fogo na Rua do Carmo, ficando com 85% do corpo queimado.

O inquérito levantado pela Polícia Judiciária foi arquivado em 1992, quatro anos depois da tragédia.

O projecto de reconstrução preservou muitas fachadas originais e foi dirigido pelo arquitecto Álvaro Siza Vieira e o projecto de estruturas que reabilitou e reconstruiu o edifício foi desenvolvido pelo gabinete de engenharia civil Teixeira Trigo, Lda.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui