Atualidade

Homicida de jovem no Algarve encontrada morta na prisão de Tires

A segurança que foi condenada a 25 anos de prisão por homicídio e desmembramento de Diogo Gonçalves, Maria Malveiro, foi encontrada morta na sua cela na prisão de Tires.

Embora sem indícios de crime, foram acionados elementos do INEM e da Polícia Judiciária, e tudo aparenta que a causa da morte tenha sido suicídio.


A jovem foi encontrada por guardas prisionais pelas 12h30, suspensa por um lençol preso às grades exteriores, e ainda foram tentadas manobras de reanimação pelo INEM mas não foi possível reverter a situação e o óbito foi declarado no local.

Na leitura do acordão, em abril, o colectivo de juízes do tribunal deu como provado que Maria Malveiro matou Diogo Gonçalves, embora não tenha conseguido provar a participação no homicídio da outra arguida, Mariana Fonseca.

Maria Malveiro, de 20 anos de idade, foi considerada como a autora de um crime de homicídio qualificado, pelo qual foi condenada a 23 anos de prisão; um crime em coautoria de profanação de cadáver (2 anos); um crime de furto (2 anos); dois crimes de acesso ilegítimo (20 meses, dez meses por cada um dos crimes); um crime de burla informática e de comunicações na forma continuada (2 anos); um crime de uso e furto de veículo (1 ano); e um crime de detenção de arma proibida (2 anos).

O coletivo entendeu que a morte de Diogo Gonçalves, provocada por asfixia, resultou de um plano delineado pelas arguidas, Maria Malveiro e Mariana Fonseca, para se apoderarem do dinheiro que a vítima recebera de indemnização pela morte da mãe, atropelada em 2016, na zona de Albufeira.

Por sua vez, Mariana Fonseca foi condenada em cúmulo jurídico a uma pena única de quatro anos de prisão efetiva, pela coautoria de um crime de profanação de cadáver (1 ano e 10 meses), burla informática e de comunicações (1 ano e 6 meses) e um crime de peculato (1 ano e 6 meses).


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.