CrimePaís

GRN detém mulher que fugia à justiça há 10 anos

A Polícia Judiciária (PJ), através da Diretoria do Sul e com a colaboração da Diretoria do Norte, deteve no norte do país, uma mulher, de 38 anos de idade, por suspeitas da prática do crime de burla qualificada, falsificação de documentos e outros, no âmbito de uma investigação em curso e em cumprimento de mandado emitido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro (DIAP de Faro).

A arguida estava em fuga à justiça aproximadamente há dez anos, pela prática de crimes da mesma natureza em várias regiões do país.

Já em 2020, não compareceu a julgamento, juntamente com outro arguido no qual já identificado e detido.

A mulher de 38 anos conseguiu persuadir os responsáveis de uma Sociedade de Gestão e Contabilidade, localizada no Algarve, a confiarem-lhe a gestão da empresa, após o acesso às instalações e ao acesso às respectivas contas bancárias “apropriou-se de valores avultados quer das contas da empresa, quer de valores que lhe foram entregues pelos clientes para liquidação de obrigações às Finanças e à Segurança Social”, pode ser no comunicado avançado pela PJ.

No decorrer da investigação as autoridades conseguiram apurar que o seu modus operandi passava por conhecer as suas vítimas de burla através das redes sociais, onde afirmava dispor de qualidades profissionais de Juíza, Advogada, funcionária do SEF e da Polícia Judiciária e outras, “com os quais acaba por encetar relacionamentos amorosos, com o intuito de se apropriar do seu património”.

A arguida camuflava a sua atividade ilícita com recurso a documentação falsa por si fabricada. 

No momento da sua detenção estava consigo uma criança, um menino com cerca de dois anos de idade, “aparentemente seu filho, do qual possuía uma certidão de nascimento falsa”. 

Mediante o sucedido encontra-se a correr termos processo de subtração de menores. Com o especial contributo da GNR local foi conduzida para acolhimento em Instituição.

A detida irá ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *