EconomiaJustiçaNacional

Grande retalho inicia medidas extraordinárias devido ao Coronavírus 19

- publicidade -

O presidente da Jerónimo Martins disse hoje à Lusa que o grupo vai implementar medidas extraordinárias devido à pandemia Covid-19, «por tempo indefinido», com os supermercados Pingo Doce a fecharem «no máximo» às 19h00.

As medidas são tomadas na sequência da ativação do estado de alerta em Portugal motivada pelo evoluir da pandemia Covid-19, que vão ser aplicadas nos seus escritórios centrais, nas lojas e centros de distribuição em todo o país.

Assim, a partir da próxima segunda-feira, 16 de março, as lojas do grupo Jerónimo Martins em Portugal (Pingo Doce, Recheio, Bem-Estar, Hussel e Jerónymos) vão passar a ter um horário de funcionamento reduzido e metade dos colaboradores dos escritórios centrais passarão a trabalhar a partir de casa, de forma rotativa.

«Os horários das lojas variam em função da cadeia e também das localizações, podendo ser consultados nos respetivos ‘sites’» adiantou o gestor.

«As lojas Pingo Doce fecharão no máximo às 19h00 e as lojas Recheio às 16h00», disse Pedro Soares dos Santos.

Para o presidente do grupo «desta forma, contribui-se, por um lado, para a contenção da propagação da doença e, por outro lado, garante-se que existe sempre, em cada unidade ou área, uma equipa pronta a avançar caso se tenha de isolar outra equipa».


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo