GNR e PSP querem a demissão do ministro da Administração Interna

Elementos da PSP e da GNR estão a elaborar um manifesto para exigir que o governo de António Costa demita o ministro da Administração Interna.

Diário Imagem
publicidade
Tempo de Leitura: < 1 minuto

Conta com um apoio de mais de 14 mil agentes o manifesto que está a ser elaborado pelo Movimento Zero, este movimento pediu na última segunda-feira à noite a demissão do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, segundo o Jornal de Notícias adianta que depois das declarações do ministro em relação à diminuição de agressões a agentes de autoridade. O manifesto foi enviado pelo advogado Ricardo Serrano Vieira.

O movimentos foi criado depois da recente condenação de oito agentes da PSP por violência contra moradores do bairro da Cova da Moura, a organização defende que Eduardo Cabrita terá “mentido aos portugueses” com as declarações que fez ao negar a existência de cada vez mais elementos das forças de segurança feridos em serviço.

O documento apresentado intitulado por “2º Manifesto do Movimento Zero” diz para o governante se demitir: “Tenha vergonha e demita-se ou, em sua honra, os cerca de 15 mil homens e mulheres da PSP e GNR vão parar o País”.

As palavras do ministro da Administração Interna caíram que nem uma “bomba” no seio das forças de segurança depois de no dia anterior, dois militares da GNR terem sido atingidos a tiro, em Coimbra.

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome