Parceiros
AlmadaJustiçaSesimbra

GNR de Sesimbra teve de ‘acudir’ a situação em Almada

Uma patrulha da GNR de Sesimbra teve de acorrer a uma situação de violência doméstica no Monte da Caparica, em Almada, a cerca de 30 km do seu posto, na terça-feira à noite.

Quando os militares chegaram ao local, o agressor já se tinha colocado em fuga.


Segundo apurou o CM junto de fontes da GNR, a mulher foi espancada e roubada pelo homem com quem mantinha um relacionamento há três meses, e os crimes ocorreram em casa destes.

O agressor, depois de uma discussão, agrediu a vítima, partiu objetos e mobiliário, acabando por sair com dinheiro, carteira e os documentos pessoais da companheira.

O alerta chegou à GNR da Trafaria pouco depois das 21h00, mas como a única patrulha que serve as áreas de Trafaria, Charneca e Costa de Caparica estava numa ocorrência de atropelamento, foi necessário acionar meios da GNR de Sesimbra, a mais de 30 km de distância.

O suspeito está identificado, mas ontem ainda não tinha sido localizado e detido. A mulher manteve a queixa e recusou ir ao hospital.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carreguem em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.