Atualidade

Funeral do Guarda Carlos Pereira teve lugar hoje

- publicidade -

O funeral do militar da Guarda Nacional Republicana Carlos Pereira, que faleceu após o violento embate na viatura em que se encontrava na A1, teve lugar este sábado, com a presença de Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna.

O Guarda Carlos Pereira tinha 28 anos, era natural da Póvoa da Atalaia (Fundão) e residia na Covilhã, estando a aguardar o nascimento de um filho.

A outra vítima do acidente foi a cabo Vânia Martins, de 30 anos, que se encontra em morte cerebral.

A Guarda Nacional Republicana deixou as condolências e imagens dos momentos na sua página do Facebook, deixando assim «a última homenagem ao nosso Guarda Carlos Pereira, junto dos seus familiares, amigos e camaradas.

A Guarda Nacional Republicana está de luto.

Neste momento de sofrimento e luto, o nosso pensamento está com a família enlutada e com os militares do Comando Territorial de Santarém, em especial os que servem a Guarda no Destacamento de Trânsito, a quem transmitimos as nossas sinceras condolências e muito sentida solidariedade.»

O Presidente da República havia deixado uma nota na sua página oficial no dia 8 de Julho, onde lamentava «o grave acidente em serviço de que são vítimas dois militares da GNR e a confirmação da morte em serviço do militar da GNR, Guarda Carlos Pereira, e do estado de saúde muito grave da Cabo Vânia Martins, vítimas de abalroamento num brutal acidente rodoviário quando estavam numa operação de sinalização na A1.

O Presidente da República falou já com os familiares mais próximos, a quem apresentou as mais sentidas condolências pela vida perdida no cumprimento da sua missão, sentimentos que estende à Guarda Nacional Republicana e ao Destacamento de Trânsito de Santarém.»

Por sua vez, Eduardo Cabrita havia também deixado uma nota de pesar no mesmo dia que foi dado conhecimento da morte do Guarda Carlos Pereira.

DR – GNR
DR – GNR

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui