Parceiros
Atualidade

Fiequimetal assinala Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho

- publicidade -

No dia 28 de Abril são lembradas todas as vítimas de acidentes de trabalho e doenças profissionais.

«Mas o Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho deve ser também um dia de luta pelo trabalho digno, pela protecção dos trabalhadores e pela afirmação das suas justas reivindicações» apela a Fiequimetal – Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Químicas, Eléctricas, Farmacêutica, Celulose, Papel, Gráfica, Imprensa, Energia e Minas – CGTP-IN.

A Fiequimetal expressa sobretudo preocupação «pela maior predominância das lesões músculo-esqueléticas» que aponta como «das doenças mais comuns relacionadas com o trabalho, afectando em Portugal mais de 32 mil trabalhadores».

Outra preocupação corresponde à intensificação dos ritmos de trabalho, «com o retomar da normalidade da actividade laboral, depois do período de medidas de contenção da COVID-19, e o posterior prolongamento dos tempos de trabalho e mais situações de deficientes condições de trabalho.

Tudo isto, a par de crescente flexibilização e precarização do emprego, tem aumentado significativamente riscos laborais, como o stresse, a depressão ou a ansiedade, mas com mais predominância de lesões músculo-esqueléticas – o tipo de doença profissional com maior incidência no nosso país.»

A Fiequimetal sublinha, num documento a assinalar este dia 28 de Abril, que «não há mais argumentos que possam justificar os atrasos na implementação das medidas e estratégias de prevenção e promoção da Segurança e Saúde no Trabalho, que vão sendo formuladas, mas tardam sempre em ser aplicadas».

Consideram «urgente definir uma política nacional de Segurança e Saúde no Trabalho, que tenha como objectivo prevenir não apenas os acidentes de trabalho, mas todos os riscos para a segurança e saúde dos trabalhadores que sejam consequência do trabalho. Depois, é necessário concretizá-la no terreno, dotando todas as estruturas e entidades competentes dos meios humanos e técnicos necessários».


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário