DestaqueReportagemSetúbal

Setúbal | 7.ª Festa da Ilustração ‘É preciso fazer um desenho?’ com muitas surpresas

- publicidade -

“Esta festa é uma surpresa maior que todas as outras, porque há várias coisas que não estão previstas ainda e que vão acontecer até Outubro”.

Foi desta forma que José Teófilo, curador do certame, apresentou a 7.ª Festa da Ilustração que regressa a Setúbal e que vai decorrer em vários locais, com um programa que decorre entre 1 de Outubro e 7 de Novembro.

“A convidada principal deste ano será Marta Madureira, a pessoa ideal para esta festa, e Pierre Pratt será o convidado estrangeiro”, descreveu o curador. “Teremos ainda a presença de três ilustradores, com exposições individuais e um veterano, João Carlos Celestino Gomes, com uma exposição incrível.”

Um dos pontos altos, e que faz parte das ‘surpresas’ deste ano, será a apresentação da obra de José Afonso ao público, que vai ter lugar durante a realização da Festa da Ilustração, “embora ainda se data e local definido”, explicou o curador, que admitiu ter “um enorme orgulho em que a Festa receba esse momento do maior compositor de música portuguesa de sempre.

A ligação será feita com o trabalho de José Brandão, que compôs a capa do álbum de Zeca ‘Coro dos Tribunais’, e através desse será feita a ligação com outras capas e outros ilustradores.

José Afonso, poucas pessoas sabem disto, introduziu em Portugal a ilustração na capa dos discos, tinha uma preocupação estética apuradíssima e convidou vários artistas, de renome e sobretudo jovens a começar na altura, para esses trabalhos.”

Outra ‘surpresa’, esta por motivo mais delicado, é a homenagem póstuma ao ilustrador Vasco, recentemente falecido.

“A Festa da Ilustração tem menos ilustradores a participar, porque fizemos alguma escolha, mas com grandes nomes, porque o que se pretende é que a Festa se vá apurando de ano para ano, mas sempre com trabalhos originais”, referiu ainda José Teófilo na conferência de imprensa que teve lugar esta manhã no espaço da Casa da Cultura.

Também a Feira da Festa “terá mais desenvolvimentos, porque foi muito bem recebida na última edição. Permitirá que os artistas apresentem aos visitantes a sua forma de trabalhar, através de workshops e dando também a conhecer novos autores.

O futuro da ilustração vê-se nestes sítios, onde se pode perceber que a ilustração não é um mero ornamento, mas são artistas que assim expressam a sua forma de interpretar o mundo, de formas que muitas vezes nos surpreendem.”

O vereador da Cultura da autarquia, Pedro Pina, frisou que “estes últimos dois anos foram muito difíceis para todos. Mas ajudaram-nos a repensar muitas coisas e a aumentar a capacidade para reconceptualizar muitas coisas. E aceitámos repensar a Festa da Ilustração, para o futuro, mas com memórias sobre o passado.

A Festa da Ilustração é um marco incontornável, um momento único de que não abdicaremos, do que é a programação cultural da cidade de Setúbal, e o paradigma do olhar da governação local sobre a cultura, arriscando muitas vezes e sempre aceitando os desafios.”

O evento apresenta um total de 12 exposições e um programa de atividades em diversos espaços e equipamentos culturais da cidade, que passam pela Gráfica – Centro de Criação Artística, que acolhe as exposições ‘Ilustradores Portugueses’, com a apresentação de trabalhos de desenhadores de relevo nacional, e ‘Ver ao Perto’ dedicada a artistas da região, este ano alargada aos concelhos de Setúbal, Palmela e Sesimbra.

- publicidade -

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo