Parceiros
Economia
Em Destaque

Falta de malte pode originar aumento de preços nas cervejas

As industrias produtoras de cerveja nacional estão atentas ao mercado de cereais e da energia.

- publicidade -

A invação da Rússia à Ucrânia está a ter fortes impactos a nível mundial nos preços de vários setores, como por exemplo o aumento dos combustíveis que se tem verificado nas últimas semanas e que já foi propósito de protestos por parte dos profissionais de pesados.

O aumento dos combustíveis também afeta outros setores como o da cerveja, a Super Bock adiantou esta semana à agência Lusa que o “aumento generalizado da energia pode vir a afetar os preços da indústria cervejeira“, já a Sociedade Central de Cervejas e Bebidas (SCC), empresa que detém a marca Sagres, fez saber que ainda não foram encontrados problemas no fornecimento de matérias-primas, como por exemplo o fornecimento de cerealíferas ou outras matérias que possam colocar em causa o fabrico e o fornecimento das bebidas.

Ambas as empresas cervejeiras dizem estar atentas ao aumento dos custos dos cereais que são utilizados para a produção da cerveja, pois a inflação poderá ser alta e fabricar a bebida fermentada poderá ser mais dispendioso, o que vai implicar o aumento de preço nas prateleiras do supermercado.

A Sociedade Central de Cervejas e Bebidas afirma que o aumento do preço das cervejas ao consumidor poderá sofrer com o aumento do gás natural, energia e combustíveis, a juntar ao aumento dos cereais que servem para fazer a bebidas que é tão apreciada por todos.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário