Atualidade

Enfermeiros respondem ‘presente’ à solicitação da Ordem para Unidades de Cuidados Intensivos

- publicidade -

Uma mensagem enviada pela Ordem dos Enfermeiro a todos os profissionais conseguiu que em menos de 24 horas, mais de 100 enfermeiros se tenham mostrado disponíveis para reforçar Unidades de Cuidados Intensivos, ainda que tenham de acumular funções.

Um total de 124 enfermeiros vão reforçar a capacidade de resposta dos cuidados intensivos no país nas próximas semanas.

Em comunicado, a Ordem explica que esta terça-feira enviou «uma mensagem a todos os enfermeiros a apelar à disponibilidade de profissionais com experiência em cuidados intensivos que se encontram noutra actividade assistencial» para reforçarem as unidades de cuidados intensivos temporariamente.

A resposta foi imediata e «em menos de 24 horas, 124 enfermeiros responderam favoravelmente ao apelo, manifestando disponibilidade para integrarem as unidades de cuidados intensivos, o que implicará um esforço acrescido por parte dos profissionais, muitos dos quais poderão acumular funções, face à carência de enfermeiros».

Os mais de 100 enfermeiros irão reforçar equipas das referidas unidades durante um período previsto entre duas a três semanas, tendo em conta a presente situação epidemiológica.

A listagem destes profissionais, esclarece também a OE, foi hoje enviada ao Ministério da Saúde, que irá decidir a operacionalização dos enfermeiros.

A Ordem agradece também a todos os profissionais que «apesar do cansaço após um ano de combate à pandemia, com longos turnos consecutivos e suspensão de férias, os Enfermeiros continuam, como sempre, a dizer presente».

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui