Sines

Encerramento da central termoelétrica preocupa a autarquia de Sines

publicidade

A central termoelétrica de Sines vai encerrar em janeiro de 2021, o que levou o presidente da Câmara, Nuno Mascarenhas, a reunir-se ontem com a EDP Produção, com o objetivo de encontrar soluções que diminuam os impactos na região.

“No encontro estiveram presentes Miguel Mateus, administrador da EDP Produção, João Amaral, diretor da Central de Sines, e Adília Pereira, diretora de Recursos Humanos da empresa”, avançou a autarquia de Sines. Durante a reunião, Nuno Mascarenhas falou ainda com o CEO da EDP Produção, Miguel Setas, que demonstrou vontade na procura de soluções para Sines.

A autarquia esteve em contacto com várias entidades, “nomeadamente sindicatos, Instituto de Emprego e Formação Profissional, Instituto de Segurança Social, Secretaria de Estado da Energia, com o objetivo de serem discutidas as medidas de mitigação dos impactos do encerramento da central termoelétrica”, pode ler-se na nota da Câmara Municipal de Sines.

“Os trabalhadores da EDP e os sinienses sabem o empenho que a Câmara Municipal tem colocado na defesa dos seus interesses e da estabilidade económica e social desta comunidade. É necessário salvaguardar o futuro de centenas de trabalhadores, não só dos que operam diretamente na central, mas também de muitos outros, que trabalham nos setores de atividade que lhe estão associados”, sublinhou Nuno Mascarenhas.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui