Cantinho da BicharadaDestaqueDistritoSetúbal

Égua doente alvo de “propaganda política” no Montijo

Uma égua subnutrida e cega estava num descampado no Montijo, a denúncia já teria sido lançada por vários cibernautas nas redes sociais a dar conta do estado ‘lamentável’ que se apresentava o animal.

A revolta sentiu-se mais quando o vereador social-democrata da Câmara Municipal do Montijo, João Afonso, se fez acompanhar ao local com um militante da JSD e em forma de vídeo relatou junto do animal doente que este tipo de casos “não são situações novas no Montijo”.

O vereador acabou por dizer ainda que “este animal está num estado lamentável”, afirmando ainda que o animal seria <<vítima de maus-tratos>> pois apresentava uma <<ferida aberta>>.

João Afonso defendeu no vídeo que os animais neste esta “têm que ser recolhidos e colocados à guarda da Câmara e tratados por veterinários da autarquia”, garantindo ainda ter já abordado o assunto numa reunião camarária.

Segundo o Noticias ao Minuto, o vereador ainda acrescentou “é miserável como isto acontece no Montijo. Os animais são maltratados por pessoas sem a mínima dignidade e o mínimo respeito”.

Depois da filmagem que o vereador social-democrata difundiu nas redes sociais, o autarca nada terá feito para resolver a situação, quem o afirmou foi o movimento IRA – Intervenção e Resgata Animal que adiantou na sua página de Facebook que “sabem que o país desceu demasiado o nível quando o sofrimento dos animais para nada mais serve senão angariação de votos e lavagem de roupa suja em videos comerciais no Facebook”, o IRA criticou a postura do vereador em nada fazer, pois o animal ainda estava no local e foi ‘resgatado’ por este movimento.

O animal foi retirado do local e encaminhado para um veterinário que está a tratar dos ferimentos. Numa outra publicação que o movimento faz, adianta que “‘Teve muita sorte’. Foram as primeiras palavras do veterinário após o primeiro diagnóstico. Aquele ferimento tem vários dias, causado possivelmente por um ferro que perfurou pela parte inferior e saiu pela parte superior, não tendo atingido qualquer órgão ou vaso importante, não tendo uma septicemia e ainda estando viva”.

Da parte da JSD que partilhou ontem o vídeo em direto, escreveu na rede social que o <<animal está a ser tratado por uma concidadã>>, afirmando ainda que não caso de ‘alarmismo’ e apelando ainda para que as pessoas sejam conscientes e não coloquem em risco a vida do animal, porque está a ser alimentado, mas o excesso de alimentação também pode provocar situações críticas.

O IRA há cinco horas colocava na sua página o aviso “Ontem recebemos uma denúncia para um animal em risco imediato de vida. No local encontravam-se 2 equinos. Dada a falha de informação aquando denúncia para nós, só havíamos reunido meios para o resgate de 1 equino. Durante a manhã de hoje articulámos com algumas entidades para potencial acolhimento, sempre com o compromisso de garantir o sigilo sobre a sua localização e origem. Infelizmente um grupo de protectores de animais quiseram brincar aos “resgates dentro da legalidade” e foram para o terreno fazer barulho com as autarquias e promessas de transporte e acolhimento. O resultado? Um surpreendente (para eles) olé dos “primos” que haviam relocalizado o animal para parte incerta. Os nossos meios tiveram de ser desactivados, o planeamento cancelado e o acolhimento em stand-by. Mas não se preocupem, caso ainda não tenham percebido não se podem esconder de 255.000 pares de olhos. Querem demonstrações de estratégia e força enquanto brincam às escondidas?”



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.