Atualidade

Dois militares da GNR feridos em incêndio já tiveram alta médica

Dois dos militares da UEPS da GNR que ficaram feridos no combate a um incêndio em Cavez, Cabeceiras de Basto, já tiveram alta hospitalar.

- publicidade -

Dois dos militares da UEPS da GNR que ficaram feridos no combate a um incêndio em Cavez, Cabeceiras de Basto, já tiveram alta hospitalar.

Cinco militares da equipa helitransportada do Centro de Meios Aéreos (CMA) de Fafe, pertencentes à Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS) da GNR, que guarneciam um helicóptero ligeiro de ataque inicial a incêndios, sofreram queimaduras durante o combate ao incêndio.

Os militares da Guarda embarcaram de urgência no respetivo helicóptero, tendo sido prontamente assistidos pelos meios de socorro pré-posicionados no referido CMA e, de seguida, transportados para unidades hospitalares.

Deste incidente, resultaram dois feridos leves, os quais já tiveram alta hospitalar, e três que, embora inspirem mais cuidados, permanecem estáveis.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui