Justiça

Detido por abordar menores junto de escola ficou em prisão preventiva

- publicidade -

O Ministério Público apresentou a primeiro interrogatório judicial um suspeito de um crime de abuso sexual de menores, de dois crimes de importunação sexual e de um crime de violação na forma tentada.

Os factos ocorreram em quatro ocasiões distintas, três delas no ano 2019 e uma já em 2020, e tiveram lugar num parque público dos Olivais, em Lisboa.

De acordo com os indícios recolhidos, o arguido abordava menores nas proximidades da escola que frequentavam, constrangendo-as nessas abordagens a manter consigo contacto físico sexual, contra as suas vontades.

Numa das ocasiões, o arguido tentou manter com uma vítima atos sexuais, tentando despi-la, o que apenas não logrou porque esta se debateu e fugiu.

Após interrogatório, o arguido ficou sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

A investigação prossegue sob direção do Ministério Público da 2.ª secção do DIAP de Lisboa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo