coronavírusGrândola

Detida em Grândola por estar a atender ao público e violar confinamento obrigatório

- publicidade -

Uma mulher de 28 anos de idade foi esta sexta-feira, 22 de Janeiro, detida por elementos do Posto Territorial da GNR de Grândola, por violação do confinamento obrigatório a que estava sujeita, no âmbito da pandemia de COVID-19, em Grândola.

Na sequência de uma denúncia, os militares da Guarda deslocaram-se ao posto de trabalho da visada, tendo confirmado que a mesma se encontrava a efetuar atendimento ao público nesse local.

Após contacto com a autoridade local de saúde, confirmou-se que a mulher deveria estar a cumprir confinamento obrigatório.

A visada foi constituída arguida, e os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Grândola.

A Guarda recorda que está empenhada em garantir que a população cumpra os normativos legais atualmente regulamentados para Estado de Emergência, em especial o dever geral de recolhimento domiciliário e o dever de confinamento obrigatório, para contenção da epidemia e redução do risco de contágio da doença COVID-19.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui