Parceiros
Cantinho da BicharadaCovid-19Mundo

Covid19 | Milhares de animais abatidos ou deixados a morrer na China (C/ vídeo – imagens podem chocar)

- publicidade -

A China está a enfrentar uma nova vaga de covid19 e o regime de Xi Jinping tem como meta covid-zero.

E para tal não olham a meios, que passam por encerrar pessoas em suas casas logo que um caso é detectado num prédio, muitas vezes onde habitam centenas de pessoas; encerrar centros de exposições com todos os visitantes dentro, ou retirar milhares de moradores para centros de quarentena.

Nestes casos, são os mais fracos quem sofre, no caso os animais de estimação. Deixados à sua sorte se os tutores são levados de casa, ou impedidos de sair para as suas necessidades ou exercício, porque as casas estão seladas, e com os bens essenciais a escassear, muitos tutores não conseguem garantir a sua alimentação.

Mas há pior.

Milhares de animais estão a ser abatidos, porque as autoridades de saúde suspeitam que foram ou podem ser transmissores da doença dos tutores.

No entanto, ao invés de pelo menos garantirem uma morte digna e sem dor aos animais, são os próprios encarregados de garantirem a “saúde pública” que têm vindo a protagonizar verdadeiras cenas de horror, como abaterem cães à paulada ou deixarem sacos repletos de gatos nas ruas, com os animais a morrer aos poucos.

A onda de críticas tem vindo a aumentar com a divulgação de vídeos que mostram estas atrocidades, pese embora as tentativas de bloqueio do acesso às redes sociais por parte do governo chinês.

Vários estudos feitos nos últimos dois anos mostram que o risco de transmissão do vírus de animais para humanos é diminuto, mas nem isso tem travado as autoridades de saúde chinesas que, desde 2020, têm emitido comunicados em diversas províncias com orientação para matar ou colocar em quarentena os animais cujos donos testem positivo, segundo o South China Morning Post.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário