AtualidadecoronavírusLisboa

Covid19 | Lisboa pode atingir linha vermelha em 15 dias

- publicidade -

A região de Lisboa e Vale do Tejo pode vir a atingir os 120 casos de infeção por 100.000 habitantes dentro de menos de 15 dias, caso se mantenha a tendência crescente de transmissão do vírus SARS-CoV-2.

A previsão consta do relatório de monitorização das «linhas vermelhas» da pandemia deste domingo divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS) e pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), que adianta que o Rt apresenta valores superiores a 1 a nível nacional (1,08) e em todas as regiões do continente.

A tendência crescente do Rt (estimativa do número de casos secundários de covid-19 resultantes de uma pessoa infetada) é mais acentuada na região de Lisboa e Vale do Tejo e está nos 1,16, indicam a DGS e o INSA

Segundo a análise de risco das autoridades de saúde «mantendo-se esta taxa de crescimento, o tempo para atingir a taxa de incidência acumulada a 14 dias de 120 casos por cem mil habitantes será de 15 a 30 dias para o nível nacional e menos de 15 dias para a região de Lisboa e Vale do Tejo».

O relatório refere também que o número diário de doentes de covid-19 internados em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI) no continente revelou uma «tendência ligeiramente decrescente», correspondendo a 21% do valor crítico definido de 245 camas ocupadas, com o relatório diário da DGS a indicar que este sábado se encontram 265 (-2) pessoas internadas e 51 (-2) em unidades de cuidados intensivos.

O motivo para o aumento de casos confirmados pode estar na proporção de testes positivos para SARS-CoV-2, que foi de 1,3%, valor que se mantém abaixo do limite definido de 4%, sendo que na última semana se registou um aumento do número de testes de despiste do vírus, uma vez que nos últimos sete dias foram realizados 325.390 testes, mais 51.174 do que os 274.216 feitos na semana anterior.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui