DestaqueSeixal

Covid-19 | Presidente da Câmara do Seixal esperou 2 horas para ser vacinado e lamenta constrangimentos

Lamentou os constrangimentos no processo de vacinação no Pavilhão Multiusos da Quinta da Marialva, em Corroios.

- publicidade -

O presidente da Câmara do Seixal, Joaquim Santos, lamentou os constrangimentos no processo de vacinação no Pavilhão Multiusos da Quinta da Marialva, em Corroios, após esperar duas horas para ser vacinado.

“Convocado para o centro municipal de vacinação instalado no Pavilhão Multiusos da Quinta da Marialva, em Corroios, apesar de ter recebido a 1.ª dose da vacina no Pavilhão Desportivo do Portugal, Cultura e Recreio, em Arrentela, o autarca encontrou um cenário de alguma confusão, devido à falta de enfermeiros alocados ao centro de vacinação, ao que acresce o facto de os profissionais de saúde terem dificuldade no acesso ao sistema de informação centralizado para registo de vacinas“, pode ler-se na nota publicada pela autarquia no Facebook.

“O Governo e a task-force decidiram acelerar o processo de vacinação, mas para isso acontecer não basta só convocar as pessoas, têm de existir enfermeiros em quantidade”, disse Joaquim Santos.

Na quarta-feira, um corte de luz no Pavilhão Portugal Cultura e Recreio durante a manhã levou a que se registassem esperas de três a quatro horas para que fossem administradas as vacinas contra a Covid-19.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo