AlmadaPolítica

CDS-PP Almada rejeita alteração ao mapa de freguesias

publicidade

Em nota de imprensa, a concelhia de Almada do CDS-Partido Popular afirma que se «opõe e rejeita qualquer tentativa de alteração ao actual mapa das freguesias em vigor» por entender que «a reorganização que saiu da última reforma local, colhe bem as necessidades estratégicas de cada órgão administrativo de freguesia».

O CDS-PP Almada admite, no entanto, a possível necessidade de «alguns ajustamentos e de adaptar pormenores que possam ter escapado à reforma administrativa do Governo PSD/CDS-PP, responsável pela última grande reforma local, que se tenham vindo a manifestar ao longo do tempo como necessários e inevitáveis».

Para o CDS-PP Almada esta proposta insere-se num «oportunismo cirúrgico e apressado em torno de um maior interesse dos órgãos políticos em detrimento das políticas para as pessoas», que pode «sair bastante caro e com consequências desfavoráveis, consubstanciando e degenerando num enorme e vincado retrocesso relativamente ao que se conseguiu ganhar em escala e eficiência na última reforma administrativa das freguesias».

Para o CDS-Partido Popular no concelho de Almada «não faz qualquer sentido o desmembramento de qualquer mapa de freguesias, considerando que o actual modelo está bem adequado e serve perfeitamente os interesses dos fregueses de cada união de freguesias e da freguesia da Costa da Caparica».

A haver mudanças, «as mesmas têm de se operar na transferência de mais atribuições, mais competências, e na transferência de mais verbas».

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui