CDS-PP Almada congratula autarquia pelo projecto de requalificação rodoviária na Costa da Caparica

A concelhia de Almada do CDS-PP emitiu uma nota de imprensa relativa à resposta da Câmara Municipal de Almada ao requerimento apresentado pelo deputado municipal do CDS-PP, no que respeita à requalificação das vias rodoviárias na Costa da Caparica.

0
98
DR
Tempo de Leitura: 2 minutos

A concelhia de Almada do CDS-PP emitiu uma nota de imprensa relativa à resposta da Câmara Municipal de Almada ao requerimento apresentado pelo deputado municipal do CDS-PP, no que respeita à requalificação das vias rodoviárias na Costa da Caparica.

«Em resposta ao Requerimento do Deputado Municipal do CDS-PP, António Pedro Maco, acerca da requalificação da rede viária na Costa da Caparica, o CDS-PP Almada, manifesta agrado pela intenção da Câmara Municipal de Almada (CMA), de manter os campos agrícolas das Terras da Costa intocáveis no que diz respeito à sua actividade laboral.

A preocupação do CDS-PP baseia-se na requalificação que a CMA vai levar a cabo com a intervenção e reestruturação das vias e acessos à Costa da Caparica, que pretendem uma melhor mobilidade e uma maior fluidez do tráfego na cidade.

Dado que essa intervenção, se não fosse acautelado, poderia colocar em causa os campos agrícolas das Terras da Costa, o CDS-PP, entendeu por bem, que a situação em análise carecia de um melhor esclarecimento por parte da autarquia, pois o mesmo tem bem fresco na memória, a tentativa de expropriação por parte de executivos anteriores da CDU em Almada dos agricultores das respectivas terras, para que em seu lugar, fosse construída uma estrada (377-2).

O CDS-PP sempre se opôs a essa fatídica decisão visto que enviaria para o desemprego inúmeras famílias que directa e indirectamente, vivem do sustento daqueles terrenos onde se pratica uma agricultura única a partir de um clima único na Costa da Caparica.

Para os responsáveis do CDS-PP em Almada, há determinadas opções que não devem atropelar nem o Ambiente nem a própria lei, uma vez que os campos agrícolas se situam em área de reserva agrícola protegida e reserva natural.

Segundo resposta da CMA ao deputado do CDS-PP, «os acessos decorrentes da intervenção, apesar de passar perto dos campos de cultivo, não irão criar nenhum constrangimento na actividade agrícola praticada pelos agricultores».

A posição do actual executivo camarário é totalmente distinta da posição dos anteriores executivos da CDU, uma vez que a solução agora apresentada é completamente diferente da solução anterior que seria esventrar por completo os campos agrícolas.

Perante estes factos, o CDS-PP saúda a posição do executivo, pois desde sempre defendeu que há meios e caminhos alternativos ao invés de se criarem problemas e constrangimentos perante quem nas Terras da Costa trabalha a terra.

O CDS-PP continuará a defender e a promover a agricultura que se pratica nas Terras da Costa na Costa da Caparica, relembrando que as mesmas não são só um aglomerado de barracas por resolver bem ao lado dos terrenos agrícolas.»

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome