Parceiros
País

Cansaço arruma com cinco ministros

Presidente da República recebe António Costa esta noite em Belém.

- publicidade -

Desde novembro de 2015 que os cinco ministros que mais se destacaram nas legislaturas comandada pelo Partido Socialista (PS), vão deixar de o ser a partir desta quarta-feira. Hoje é o dia que António Costa irá até Belém para entregar a lista do novo Governo, de fora ficam Augusto Santos Silva, Francisca Van Dunem, Tiago Brandão, João Matos e Fernandes Heitor.

A saída destes cinco governantes são todos pelo mesmo motivo, cansaço. Quem está de saída ainda é Pedro Siza Viera e João Leão, ministros da Economia e das Finanças.

O novo Governo será composto por 16 ou 17 ministros, Costa já tinha prometido um Governo mais reduzido e eficaz nesta legislatura que irá começar a partir de 30 de março, data apontada por Marcelo Rebelo de Sousa, para a tomada de posse do novo Governo.

Extintos vão ser os ministérios da Administração Pública e da Coesão e o do Mar, este último vai ser agregado ao Ministério da Agricultura. Podem ser criados o cargo de ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares e o Ministério do Planeamento e Desenvolvimento Regional.

Esta terça-feira já eram muitos os nomes apontados pelos comentadores que vão fazer parte do novo Governo, como Ana Catarina Mendes, ex-líder parlamentar do PS, para os Assuntos Parlamentares.

Fernando Medina, ex-presidente da Câmara de Lisboa e que perdeu para Carlos Moedas [PSD], é falado para o Ministério das Finanças, Duarte Cordeiro, o atual secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, para o Ambiente, João Tiago Silveira ou Alexandra Leitão [atual ministra das Administração Pública] para a Justiça e Helenas Carreiras para a pasta da Defesa.

Já outros nomes vão surgindo, como o de José Luís Carneiro, atual secretário-geral adjunto do PS, que ficará com a Administração Interna, André Moaz Caldas, que desempenha funções atuais de secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, ficará com a pasta da Cultura.

Já na agricultura e no mar, uma cara repetente, Capoulas Santos, João Costa, atual secretário de Estado da Educação, passa a comandar a pasta do Ministério da Educação, Ana Abrunhosa, no Planeamento e Desenvolvimento Regional.

A ficar na mesma pasta está Marta Temido [Saúde] e Ana Mendes Godinho [Trabalho e Segurança Social].

A lista será entregue mais logo ao Presidente da República, antes da partida de António Costa para Bruxelas.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário