AtualidadeDestaqueEconomiaLisboa

Câmara de Lisboa já apoiou a fundo perdido 258 empresas na 2.ª fase do Lisboa Protege

- publicidade -

A Câmara de Lisboa recebeu 1.038 candidaturas à segunda fase dos apoios a fundo perdido para as empresas com perda de rendimentos, tendo já apoiado 258, num investimento total de um milhão de euros, foi anunciado.

Em comunicado, o município salienta que, “dez dias depois da abertura das inscrições”, a autarquia “já entregou mais de um milhão de euros às primeiras empresas inscritas a 01 de março”, sendo que os primeiros pagamentos foram efetuados na segunda-feira.

Até ao momento, candidataram-se à segunda fase dos apoios a fundo perdido às empresas da cidade, no âmbito do programa Lisboa Protege, “1.038 empresas, das quais 258 já receberam o apoio da autarquia”, lê-se na nota.

“Os setores com maior representatividade são a restauração, totalizando 37% das candidaturas, comércio a retalho com 19%, atividades desportivas 10% e as indústrias criativas com 8% do total de inscrições”, adianta a Câmara, presidida por Fernando Medina (PS).

Relativamente à quebra de faturação, quase metade das empresas candidatas (46%) tiveram uma quebra de negócios entre 25 e 50%, enquanto 34% registou uma queda entre 50% e 75%.

Ainda segundo a autarquia, 20% indicou que teve quebras de negócio superiores a 75%.

As freguesias com maior número de pedidos de apoio são Santa Maria Maior, Arroios, Avenidas Novas e Misericórdia.

A segunda fase dos apoios a fundo perdido, com uma dotação de 20 milhões de euros, “abrange novas atividades económicas, como pequena indústria e indústrias criativas ou ginásios, e atividades com faturação entre 500 mil e um milhão de euros”, recorda a autarquia no comunicado.

Os beneficiários têm de registar uma quebra de faturação superior a 25% nos três primeiros trimestres do ano passado ou na totalidade dos trimestres, em relação ao período homólogo de 2019.

Relativamente à primeira fase deste programa, criado para mitigar os efeitos da pandemia de covid-19, também com uma dotação de 20 milhões de euros, a câmara já pagou “mais de 16 milhões de euros a fundo perdido ao comércio”.

As candidaturas aos apoios continuam abertas até 31 de março.

As duas fases do programa Lisboa Protege representam um investimento total de 90 milhões de euros, dos quais 40 milhões dizem respeito a apoios a fundo perdido para as empresas.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.630.768 mortos no mundo, resultantes de mais de 118,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

- publicidade -

Em Portugal, morreram 16.650 pessoas dos 813.152 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo