Sociedade

BE pede ao Governo um novo centro de saúde de Santiago de Cacém

publicidade

A Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP) conta já com 30 anos e tem-se degradado por falta de intervenções de requalificação.

O edifício da sede da UCSP, de Santiago do Cacém, atende mais de 27 mil utentes repartidos por sete pólos assistenciais, sendo identificados, segundo o Bloco de Esquerda (BE), aspetos de degradação visíveis quer por utentes, quer por profissionais do centro.

Evidenciam ainda que a unidade de saúde tem deficiências também ao nível dos sistemas de climatização, como de janelas e persianas. A inexistência de um sistema de som também é uma dos pontos que o BE enuncia, reforçando que o centro de saúde está “obsoleto e incapaz de responder às necessidades da população deste concelho”, lê-se no comunicado.

Assim, segundo o partido, “face aos constrangimentos causados pela degradação das instalações, é clara a urgência de tomada de medidas para resolução deste problema”, reforça.

Avançando que considera urgente aumentar o investimento do Sistema Nacional de Saúde, valorizando “os recursos e meios ao serviço das populações mais carenciadas do interior do país, garantido dessa forma, serviços de saúde de qualidade”, adianta.

Neste sentido, o BE considera que que o “Governo deve tomar medidas imediatas para o lançamento da construção de um novo edifício para instalar, com qualidade e conforto, o centro de saúde de Santiago de Cacém”, concluí em nota enviada à imprensa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui