Parceiros
Mundo

Bares e lojas de bebidas declaram ‘guerra’ ao vodka

- publicidade -

Os bares e as lojas de bebidas dos Estados Unidos e do Canadá estão a promover uma revolta contra a mais famosa bebida russa, vodka, como protesto pela invasão declarada por Putin à Ucrânia.

«Qualquer gesto conta» é o mote para esta atitude dos proprietários, que começaram a deitar fora, ostensivamente, o stock da bebida como o proprietário da Bend’s Pine Tavern Restauran (foto).

No Ontário, Canadá, o ministro das Finanças, Peter Bethlenfalvy, solicitou ao Departamento de Controlo de Bebidas da Fronteira, para solicitar a retirada de vodka russa das lojas.

«Ontário junta-se aos que condenam o governo russo pelo acto de agressão contra o povo ucraniano, a quem continuaremos a apoiar» referiu o ministro, citado pela imprensa canadiana.

A esta medida juntou-se a Nova Escócia, uma das províncias marítimas do leste do Canadá, onde a Liquor Corporation retirou produtos russos das prateleiras dos seus representados e do site «devido aos terríveis eventos que estão a ter lugar» e a Colúmbia Britânica, província localizada no extremo oeste do Canadá, que declarou um embargo à importação de álcool russo.

Nos Estados Unidos, o Jacob Liquor Exchange, em Wichita, Kansas, também decidiu remover mais de 100 garrafas de vodka das prateleiras e despejaram algumas, e no Oregão, o dono da Bend’s Pine Tavern Restauran filmou-se a despejar garrafas no chão.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário