Sesimbra

Autarquia de Sesimbra notifica CCDR-LVT sobre aterro no Zambujal

publicidade

A Câmara Municipal de Sesimbra enviou esta sexta-feira uma notificação à Comissão de Coordenação Regional de Lisboa e Vale do Tejo relativa ao aterro do Zambujal, com conhecimento do IGAMAOT, GNR-SEPNA, Ministério Público (Sesimbra), Ministério do Ambiente e SE Ambiente.

No documento disponibilizado pela autarquia sesimbrense, e assinado pelo presidente Francisco Jesus, é considerado «inadmissível que, apesar de ter havido uma revogação de licença, continuem a ser depositados e queimados resíduos sem que haja qualquer intervenção das entidades competentes».

Também a Junta de Freguesia do Castelo havia enviado um email sobre o assunto, que a Câmara Municipal reforçou, frisando que «são sucessivos os relatos populares de entrada e saída de viaturas pesadas, e são sucessivos os relatos de cidadãos relativos aos cheiros e fumos (combustão) vindos do aterro.

Sabemos, por vossa informação, que se encontra a decorrer os tramites de uma ação/investigação no Ministério Público relativo ao assunto em apreço, mas compreenderão também que para o cidadão comum (e permitam-me até para mim próprio) é de difícil compreensão, que qualquer ação mais tempestiva, coerciva ou mesmo efetiva por parte das entidades competentes só possa ocorrer após um eventual inquérito ou ação administrativa do MP.

Pelo exposto, solicitamos a rápida intervenção sobre esta questão, na medida em que, face ao avolumar exponencial da revolta dos cidadãos sobre o tema, será de antever que teremos em breve várias ações populares, as quais pela ausência de respostas e de informação, nos parecem de maior justiça.»

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui