Parceiros
CrimeMundo

Atirador no Metro de Nova Iorque era youtuber e tem cadastro por vários crimes

- publicidade -

As autoridades de Nova Iorque já detiveram o homem que na passada terça-feira lançou granadas de fumo e disparou 33 tiros que atingiram 13 pessoas dentro do metro no bairro do Brooklyn, o que viria a causar 29 feridos, devido ao pânico instalado.

A prisão de Frank James, de 62 anos de idade, foi anunciada pelo Mayor Eric Adams, que agradeceu ainda o empenho da polícia, do Corpo de Bombeiros, dos profissionais de saúde e dos cidadãos que enviaram informações para a investigação.

O chefe do departamento de investigação da polícia de Nova Iorque, James Essig, explicou que o suspeito foi detido nove vezes na cidade entre 1992 e 1998, sob acusações como posse de armas para roubo, actos sexuais criminosos e roubo.

Frank James foi também detido por três vezes na cidade de Nova Jersey, em 1991, 1992 e 2007.

O suspeito publicou ainda vários vídeos no YouTube, onde afirmava ter sido diagnosticado com uma doença mental e criticava o que apelidou como «show de horrores» aos serviços de saúde mental da cidade.

James também culpou o autarca Eric Adams, dizendo durante um discurso prolongado: «Sr. Prefeito, sou uma vítima do seu programa de saúde mental.»

O homem foi detido quando caminhava pelas ruas da cidade de Keechant Swell, envergando ainda o colete laranja que levou à sua identificação pelas testemunhas, e não ofereceu resistência.

O homem vai agora ser acusado por vários crimes, incluindo o de terrorismo, hipótese que as autoridades tinham colocado de parte após o incidente.

A identificação do suspeito foi feita a partir de uma chave encontrada na estação de metro onde ocorreu o tiroteio, que correspondia a um veículo alugado em Filadélfia, com o nome de James.

Além disso existem gravações do sistema de segurança que o mostram a entrar na estação com o colete reflector.

Mais tarde, no local, os investigadores encontraram uma pistola Glock, três carregadores estendidos, duas granadas de fumaça detonadas, duas granadas de fumaça não detonadas e um machado.

As vítimas estão agora estáveis, embora ainda permaneçam internadas dez pessoas.

As autoridades lançaram um apelo e uma recompensa pela sua captura.

- publicidade -


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário