CrimeSeixal

Apanhado duas vezes em dois assaltos na Arrentela em prisão preventiva até julgamento

- publicidade -

Os factos ocorreram no dia 18 de Dezembro de 2020, mas apenas agora o Ministério Público deduziu acusação contra um arguido pela prática de quatro crimes de roubo na forma tentada.

Segundo a acusação do Ministério Público a que o Diário do Distrito teve acesso, num primeiro momento, o arguido abordou duas empregadas de uma padaria que estavam a fechar o estabelecimento e, mediante ameaça de arma de ar comprimido, exigiu que estas lhe entregassem dinheiro e bens.

Uma das vítimas conseguiu pedir auxílio e o arguido acabou por ser intercetado por duas pessoas que vieram em socorro das mulheres e uma das testemunhas conseguiu mesmo tirar a arma ao arguido.

Nessa mesma noite, o homem dirigiu-se depois a uma pizaria e, dizendo ter uma pistola, ameaçou dois funcionários para que lhe entregassem dinheiro.

Também nesta segunda situação, o arguido não conseguiu atingir os seus intentos, acabando por ser surpreendido e intercetado por um terceiro funcionário que se encontrava no escritório do estabelecimento.

O arguido encontra-se em prisão preventiva, tendo o Ministério Público promovido que aguarde o desenrolar do processo sujeito a essa mesma medida de coação.

A investigação foi dirigida pela Secção do Seixal da Procuradoria da República da Comarca de Lisboa, com a coadjuvação da PSP.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui