AlmadaCultura

ALMADA – Carla Pais e Ana Pessoa vencem concursos literários promovidos pelo município

Carla Pais venceu a 30.ª edição do Prémio Literário Cidade de Almada – Prosa, com o romance ‘Um cão deitado à fossa’ e Ana Pessoa foi distinguida pela 13.ª edição Prémio Literário Maria Rosa Colaço, dedicada à literatura juvenil, com o original ‘Aqui é um bom lugar’.

Os galardões foram atribuídos este sábado, 27 de outubro, no Fórum Municipal Romeu Correia – Sala Pablo Neruda, em competições que este ano integraram as competições cerca de meia centena de obras originais, com um prémio monetário no valor de cinco mil euros.

«Um cão deitado à fossa é um romance cuja arquitetura literária se processa através do cruzamento de dois registos narrativos diferentes. Por um lado, temos uma estória que encena vidas marcadas por uma espécie de infelicidade dramática de natureza psicológica e afetiva, e onde um modo machista e repressivo de estar no mundo orienta, através de uma linguagem muito grosseira, comportamentos iníquos e atitudes violentas. Por outro lado, num registo gráfico e literário totalmente diferente, e através de uma forma de comentário estilisticamente muito cativante mas de grande contundência, temos uma espécie de libelo acusatório desse universo tipificado por homens egoístas e mulheres submissas.

Carla Pais nasceu em Leiria, em 1979. Abandonou a escola aos dezassete anos para ser mãe, terminando mais tarde o 12.º ano à noite. Em 2012 decidiu instalar-se de armas e bagagens em França, onde fez limpezas, embalou salmão e tomou conta de crianças. Hoje é empregada de escritório num Centro de Formação à Distância.

De acordo com a apreciação do júri, «em Aqui é um bom lugar, um longo e vivo registo.

autobiográfico, Teresa Tristeza (pseudónimo de Ana Pessoa) vai dando conta do seu mundo, daquilo que dentro de si fervilha e daquilo que sobre os outros vai pensando.

Lançado pela Câmara Municipal de Almada, o Prémio Literário Cidade de Almada é considerado uma referência nacional na área da literatura e na promoção da criação literária em língua portuguesa e o Prémio Literário Maria Rosa Colaço pretende homenagear a ilustre escritora e incentivar a criatividade literária de autores portugueses, nos domínios da literatura infantil e juvenil.

Ana Pessoa nasceu em Lisboa, em 1982, e começou a escrever histórias aos 10 anos.

Estudou Línguas e Literaturas Modernas (Estudos Portugueses e Alemães) na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.