AlmadaAtualidadeDestaqueDistritoDistrito SetúbalJustiça

Advogado tenta matar enfermeiro em Almada

- publicidade -

Um enfermeiro de 36 anos, foi atacado duas vezes por um advogado de 26 anos, o último ataque ocorreu em janeiro, no Feijó, Almada. O advogado terá tentado atropelar o enfermeiro por duas vezes e esfaqueou. O caso chegou ao tribunal e o Ministério Público acusa o advogado de crime de homicídio qualificado tentado e posse ilegal de arma.

Segundo a acusação do MP, tudo terá começado quando o enfermeiro acusou a ex-mulher de lhe pedir mais dinheiro a titulo de alimentos por ter mais um filho para sustentar, afirmação essa direcionada ao jovem advogado que tem uma uma relação com a sua ex-mulher. Os factos remontam a 13 de janeiro, quando a vítima saiu de casa para comprar tabaco e reparou que na rua estava estacionado o carro da ‘ex’ e que ao volante estava o advogado. Voltou a casa, e pelas 03h30, dirigiu-se para fumar à varanda com a atual namorada e apercebeu-se que o agora acusado estava junto à sua viatura. Com medo que “aquele a danificasse”, a vítima desceu à rua.

Já fora do prédio e a dirigir-se à viatura, o advogado conduziu o carro para fora da faixa de rodagem e atropelou a vítima. A acusação do MP retrata que “agiu com o propósito de tirar a vida à vítima”, o embate foi de tal maneira que projectou o enfermeiro para cima do para-brisas e atirando-a ao chão. Não satisfeito, inverteu a marcha e passou-lhe com uma das rodas por cima da perna direita.

Diz a acusação que depois saiu do carro com uma faca de 12,2 centímetros de lâmina, e desferiu vários golpes na cabeça, costas e pernas do enfermeiro que estava caído no chão e sem se conseguir defender.

O agressor desfez-se da faca e apresentou-se à PSP relatando o que tinha acontecido. A Polícia Judiciária de Setúbal deteve o indivíduo e que aguarda julgamento em prisão domiciliária.

[themoneytizer id=”61056-1″]

 


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo