AtualidadeDestaqueNacional

4 mil profissionais de saúde infetados e com cortes no salário

- publicidade -

Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde a semana passada, que revelam um total de 4049 profissionais de saúde estão infetados com o novo coronavírus.

Esses profissionais foram afastados dos seus locais de trabalho e isolados, apresentaram baixa médica o que levou ao corte de salários na ordem de 30%.

A baixa médica por doença, só paga 70% do valor global do salário, ainda que larga maioria tenha contraído a doença em ambiente profissional.

Se um enfermeiro ou médico não especialista, ambos ficarem infetados, a baixa médica dá-lhes menos 270 euros no seu salário médio.

A Ordem dos Enfermeiros critica a decisão do Governo pois se for um caso de um profissional ter contactado com um doente Covid-19, é colocado em quarentena de 14 dias e faz o teste, se o teste der negativo, esse profissional está de volta ao serviço e sem cortes no salário. Já se o teste der positivo, apresenta baixa médica e é-lhe cortado 30% do seu salário mensal.

Situação essa que não faz sentido para a Ordem dos Enfermeiros.

[themoneytizer id=”61056-1″]

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui