Parceiros
Mundo

Xangai ‘chora’ sobre os mortos e pede mais medidas

Foi registado na cidade de Xangai 39 mortes por covid-19, é o maior número diário de sempre naquela região. Pequim já pediu mais medidas e sem demora após conhecer o número de óbitos.

- publicidade -

O vice-diretor do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças de Pequim, Pang Xinghuo, apelou este sábado para que as autoridades de Pequim consigam colocar em práticas medidas mais restritas por forma a travar a propagação da doença por Covid-19 naquela região.

A situação é grave, toda a cidade deve agir sem demora”, apelou.

Foram registadas este domingo 39 mortes por Covid-19, o número de óbitos subiu para, pelo menos, 87, desde o início do confinamento em Xangai. Este é o maior número diário de óbitos registados na cidade, pois na véspera foram reportadas 12 vítimas mortais.

Os óbitos são registados na população mais idosa e com doenças crónicas, como hipertensão, na sua maioria são as responsáveis da maioria das mortes. Mas as autoridades de saúde salientam que duas vítimas mortais tinham idades entre 39 e os 48 anos, e cinco estavam já com a toma das vacinas contra a Covid-19.

Xangai está em confinamento rigoroso, quase 22.000 novos casos positivos foram registados este domingo.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário