Vitória Futebol Clube garante que ‘não se verga a interesses’

A direcção do Vitória Futebol Clube, Setúbal, emitiu esta manhã um comunicado na sua página oficial no qual garante que não irá realizar estágio para disputar o jogo com o Sporting

0
160
Tempo de Leitura: 2 minutos

A direcção do Vitória Futebol Clube, Setúbal, emitiu esta manhã um comunicado na sua página oficial no qual garante que não irá realizar estágio para disputar o jogo com o Sporting Clube Portugal, e acusa o clube lisboeta de realizar uma «violação regulamentar sem par» por não admitir alterar a data do próximo jogo, devido ao estado de saúde dos jogadores do Vitória.

No comunicado, pode ler-se que «tendo em conta o disposto no artigo 46.º do Regulamento de Competições da LPFP, e não se tendo verificado uma alteração substancial das circunstâncias que determinaram a tomada de posição no dia de ontem, comunica-se que o Vitória FC não realizará estágio para disputar o jogo com o Sporting Clube de Portugal».

Para a direção do clube «impor que o Vitória FC jogue nestas condições significa colocar em causa a integridade da competição, algo que os regulamentos da Liga pretendem evitar, nomeadamente o Regulamento Disciplinar e o Regulamento de Competições da LPFP».

As críticas dirigem-se ao Sporting CP, por não aceitar a alteração da data do jogo e assim adoptar «um procedimento disciplinarmente censurável pois tem por objetivo, única e exclusivamente, obrigar o Vitória FC a apresentar em campo uma equipa notoriamente inferiorizada, socorrendo-se de uma interpretação restritiva do Regulamento de Competições que não encontra tradução no verdadeiro espírito do legislador».

No comunicado o VFC considera ainda «hipócrita e cínica» a proposta do Sporting de «disponibilizar o seu departamento médico, que consubstancia uma violação grosseira dos princípios da boa fé que se impõem no relacionamento entre clubes, mas também uma violação dos deveres deontológicos entre profissionais da medicina, que, de resto, o Presidente do Sporting CP tão bem conhece».

O Clube sadino considera que esta tomada de posição do Sporting CP «não é mais do que uma insofismável violação dos princípios gerais descritos no artigo 10.º dos Estatutos da Liga Portugal – a saber, o da legalidade, da igualdade, da ética, da lealdade, da verdade desportiva, da boa-fé, da colaboração mútua, da proteção do bom nome do futebol profissional, da transparência e da solidariedade entre os associados Liga» e ainda que «a violação de todos estes princípios impõe que o Vitória FC dispute a próxima jornada com uma equipa manifestamente inferiorizada».

Por último, consideram que esta posição do Sporting é «uma violação regulamentar sem par e que em nada dignifica o futebol português, justificando uma posição firme e intransigente do Vitória» e acrescentam que o clube «jamais se vergará aos interesses de outros, mesmo que grandes, e não abdicará de defender os seus».

Actualmente todos os jogadores do Vitória de Setúbal estão em casa “de quarentena” com uma virose, segundo fonte oficial do clube. Os 26 membros do plantel apresentava vários sintomas como “febres muito altas, arrepios de frio, dores de cabeça, diarreia e vómitos“, mas, ao contrário do que foi dito inicialmente, não se trata de uma gripe.

Esta quinta-feira, 14 jogadores, considerados como os casos mais graves, foram observados no Hospital da Luz em Setúbal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome