DesportoDistrito Setúbal

Vitória Futebol Clube critica duramente a Liga e Pedro Proença

Com o título 'No campeonato que mais importa - o da legalidade - a Liga claudica e em grande estilo', esta nota critica duramente a LPFP.

publicidade

O Vitória Futebol Clube acusou o presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, Pedro Proença, e as suas duas Diretoras, de “criar intencionalmente, obstáculos ao regular funcionamento das competições desportivas”, num comunicado publicado no site oficial.

Com o título ‘No campeonato que mais importa – o da legalidade – a Liga claudica e em grande estilo’, esta nota critica duramente a LPFP:

“Este comportamento do Presidente da Liga e de duas das suas Diretoras, mais não fosse o que anteriormente se disse, é altamente temerária e perturbadora da ordem jurídica desportiva e dos interesses que deviam proteger, na medida em que, sabendo das impugnações da deliberação que não admite o VFC, SAD a participar nas competições profissionais para a época 2020/2021, tentam, à socapa, e intencionalmente, fazer passar uma outra que é consequência e execução da que se encontra impugnada e a aguardar decisão do TAD”, pode ler-se.

“As tomadas de posição de alguns membros da Liga Portugal que, ao contrário da apregoada imparcialidade e honestidade intelectual com que se trajam, soçobram num e noutro, sendo o artigo de opinião da Dra. Sónia Carneiro (na qualidade não de ex-advogada, mas de Diretora da Liga e subscritora de “deliberações” sob escrutínio nos Tribunais) de hoje no jornal O Jogo, o exemplo de que, por um lado, reconhece expressamente que o Manual de Procedimentos não foi aprovado por quem tinha competência para o fazer, como também reconhece que convive bem com o facto de participar em atos que sabe serem ilegais, regozijando-se até por tal intervenção. No campeonato que mais importa – o da legalidade – a Liga claudica e em grande estilo”.

Os sadinos informam que “a VFC, SAD tomou a decisão de apresentar, no dia de amanhã, ou seja, dentro do prazo fixado para o efeito, a apresentação de recurso para o Conselho de Justiça da FPF para impedir que o Presidente da Liga e duas das suas Diretoras tentem fazer entrar pela janela aquilo que, certamente, os Tribunais não deixarão entrar pela porta, repondo a legalidade e viabilizando a manutenção da VFC, SAD no lugar a que pertence e conquistou desportivamente”.

Pode ler o comunica na íntegra aqui.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui