Nacional

Vítimas de agressões de inspectores do SEF começam a denunciar

- publicidade -

Após a morte de Ihor Homeniuk por espancamento às mãos de alguns inspectores do SEF no aeroporto, mais cidadãos têm vindo a denunciar situações das quais foram vítimas.

Um cidadão cabo-verdiano, a residir em Portugal há cerca de 20 anos, apresentou uma queixa à Justiça, que alega ter sido esmurrado e algemado a um carrinho de bagagens, no aeroporto de Lisboa.

O homem estava num processo de expulsão do país devido a uma condenação por tráfico de droga, apesar de estar ainda a decorrer um recurso.

O homem afirma ter estado 10 horas sem comer e garante que não lhe foi permitido falar com a advogada.

Também uma cidadã brasileira que diz vítima de coação, para dizer que vinha trabalhar para Portugal, ilegal quando não se tem um visto para tal, em finais de fevereiro.

Foi o advogado de Laudiceia Lima que enviou uma queixa para o Ministério Público, no dia 27 de março, e fez ainda uma denúncia ao ministro da Administração Interna.

A Comissão dos Direitos Humanos da Ordem dos Advogados (CDHOA) já se pronunciou sobre o assunto, lamentando que várias medidas que ao longo dos anos tem vindo a tentar implementar na ligação entre as entidades e cidadãos estrangeiros, ainda não tenham tido ‘luz verde’ do Governo, conforme o Diário do Distrito já noticiou.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo