Parceiros
DistritoSetúbal

Vigararias da Diocese de Setúbal recebem símbolos da Jornada Mundial da Juventude

A Cruz peregrina e o ícone de Nossa Senhora Salus Populi Romani, os dois símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), vão peregrinar pelas sete vigararias da Diocese de Setúbal de 31 de outubro a 1 de Dezembro.

Esta será a 13.ª etapa da peregrinação nacional dos símbolos da JMJ, e está a ser preparado um itinerário que vai levar a Cruz e o ícone de Maria a todas as vigararias (conjunto de paróquias) ao encontro dos jovens e menos jovens, nas suas diversas realidades, dentro e fora da Igreja Católica, proporcionando a todos momentos de oração, partilha, comunhão e encontro em Igreja.


Do calendário da peregrinação dos símbolos destaque para o acolhimento, no dia 31 de outubro na Sé de Setúbal, e um encontro com os agentes educativo-pastorais, a 17 de novembro, na igreja de Santa Maria, no Barreiro.

A 20 de novembro a Igreja Católica celebra o Dia Mundial da Juventude, que em 2022 é celebrado a nível diocesano e todos os jovens estão convidados e convocados para a festa no Santuário de Cristo Rei, em Almada.

A despedida dos dois símbolos é também um momento de união e de congregação de todos os jovens, no dia 1 de dezembro, na vigararia do Seixal.

O programa da visita em cada vigararia está neste momento a ser preparado pelos sacerdotes e jovens e será oportunamente divulgado.

Setúbal vai receber os dois símbolos da JMJ, vindos da Diocese do Porto, onde vão estar no mês de outubro, e entrega-os à Diocese das Forças Armadas e de Segurança, a 2 de dezembro, na Base Naval do Alfeite.

No final deste itinerário a diocese vai receber do Comité Organizador Local (COL) da JMJ 2023, uma réplica da cruz peregrina, como memória deste caminho e estímulo até ao encontro internacional organizado pela Igreja Católica, em Lisboa.

A peregrinação dos símbolos em Portugal começou em novembro de 2021, depois de passar por Angola, Polónia e Espanha, e percorrerá as 21 dioceses católicas, tendo tido início no Algarve e terminará no Patriarcado de Lisboa em julho de 2023.

A Cruz peregrina, com 3,8 metros de altura e feita em madeira, foi construída a propósito do Ano Santo, em 1983, e confiada pelo Papa São João Paulo II aos jovens no Domingo de Ramos do ano seguinte, para que fosse levada por todo o mundo.

Por sua vez, o ícone de Maria ‘Salus Populi Romani’, que retrata a Virgem Maria com o Menino nos braços, foi introduzido pelo Papa João Paulo II como símbolo da presença de Maria junto dos jovens.

Esta réplica do ícone mariano, com 1,20 metros de altura e 80 centímetros de largura, está associado a uma das mais populares devoções marianas em Itália. O ícone original que se encontra na Basílica de Santa Maria Maior, em Roma, foi restaurado há poucos anos.

Fonte: Diocese de Setúbal


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carreguem em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.