AtualidadeSeixal

Vídeo viral mostra discussão que termina em agressão no Seixal

publicidade

O video de uma agressão de um jovem a uma rapariga no Seixal está a tornar-se viral nas redes sociais, com milhares de partilhas e centenas de comentários.

Este vídeo foi partilhado partilhado esta sexta-feira e mostra uns segundos de uma discussão em que o rapaz intima a jovem a ‘baixar a bola’ e perante a postura desta, aplica-lhe uma rasteira fazendo-a cair no chão.

As imagens ficam por aqui, mas estão a causar indignação aos internautas.

Não há indicações sobre a data em que foi filmado, e entretanto o Diário do Distrito recebeu informação de um leitor de que o mesmo se localiza na Azinhaga das Paivas, no concelho do Seixal, e a escola que se vê atrás é a Escola Básica Quinta das Sementes.

 

Artigos Relacionados

14 Comentários

  1. NADA !….Absolutamente NADA justifica este tipo de comportamento, quem o pratica não é uma pessoa mas sim um verme covarde.
    A violência entre os jovens, e aqui pouco importa se é preto, branco ou às riscas, é algo constante nos dias de hoje, muita adrenalina e pouco dinheiro motivado pelo desemprego ou salários para um mês com 3 semanas demasiado longas, porque apenas dá pata a 1.ª semana.
    Quem emprega, devia ser mais HUMANO e entender que pessoas contratadas, não são PROPRIEDADE do empregador, mas sim colaboradores com o mesmo objectivo, desenvolver trabalho para acreditar e fazer crescer a empresa no mercado.
    Mas infelizmente quem emprega apenas quer lucros de 100% e distribuir absolutamente NADA.
    As entidades empregadoras apenas objectam lucros de milhões para apenas servirem o PATRÃO ou os PATRÕES, para estes viverem à custa dos seus colaboradores, sem que estes sejam devida e justamente compensados pela sua colaboração diária e muitas vezes, para além do horário contratado sem sequer um obrigado.
    Contudo não é com a palavra “OBRIGADO” que se paga o pão, renda, luz e água, etc. mas sim com dinheiro justamente ganho, mas que o patrão ou patrões se recusam a pagar.
    RECUSAM PAGAR O JUSTO VALOR AOS SEUS COLABORADORES, são hipócritas, vigaristas sempre que podem e ambiciosos pelo seu próprio umbigo.
    Não são pessoas, mas sim VAMPIROS.
    São os verdadeiros culpados do actual estado social, onde a violência parece TUDO justificar.

    1. A resposta que tu dás, tem tanto a ver com o video, como a beira da estrada para a estrada da Beira. Um pequeno conselho, torna-te patrão, e vais ver o que é bom para a tosse….PS: na qualidade de patrão, não te devolvo as ofensas que nos diriges….Não sabes puto o que dizes caralho….

    2. Isto só demonstra o que é a “supremacia branca”, contra os “coitadinhos”. Não se tem dinheiro, vai-se trabalhar, a verdade é que neste país já vi muita pobreza mas só vejo os “supremos brancos” a estender a mão à caridade! Que DEUS acolha e faça justiça a Mota Jr.

  2. Nao sou teu colega pobre gajo Otario de merda ,com hommen a conversa nao ia ser a mesma tenho a certeza
    Teem a manias de mostrar quem é o mais forte issu nao é hommen mas sim authentica fotocopia , bosta, querias aparecer na TV tai ganda star

  3. Para alguns “trocando as cores” seria RACISMO… Assim ficamos por apenas “violência/agressão”…
    Que estupidez grassa por esse mundo …

  4. Não entendi nada do que se passou, em que contexto e que tipo de intimidades entre eles. Não vi propriamente uma agressão, mas sim uma tentativa infeliz de exigir respeito.

  5. Pergunto-me dada a altura que atravessamos se fosse um jovem caucasiano a fazer o mesmo a uma rapariga de origens africanas onde já iam as notícias e respectivos comentários….. Assim é só mais um vídeo de uma discussão entre miúdos… Aqui não há racismo…..

  6. Este é um crime publico e agora cabe ao ministério publico fazer o seu trabalho, visto que facilmente se consegue identificar o agressor.
    Nesta altura já está certamente identificado por a PSP.
    Crimes destes, não podem passar em branco,… o covarde do agressor tem de ser responsabilizado criminalmente para que não volte a ter estas atitudes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui