AtualidadeLisboa

Vereador da CML Carlos Manuel Castro renunciou ao cargo após ‘caso’ com vacinação

- publicidade -

O vereador da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Manuel Castro, eleito pelo PS e responsável pelo pelouro da Proteção Civil, apresentou hoje o seu pedido de renúncia ao cargo, pedido que foi de imediato aceite pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.

A informação foi veiculada há minutos por um comunicado da autarquia lisbonense, no qual indica ainda que «serão remetidos às autoridades competentes todos os elementos apurados relativos à participação da Proteção Civil no processo de vacinação dos lares para avaliação externa e inde1«pendente dos mesmos.

O pelouro da Proteção Civil passará a ser assumido pelo Vereador Miguel Gaspar.

«O presidente da Câmara Municipal reitera a confiança no Comandante do Regimento de Sapadores Bombeiros, no Comandante da Polícia Municipal e na Diretora Municipal de Higiene Urbana, cuja vacinação decorreu por determinação de superior hierárquico e na convicção do cumprimento de todas as normas» refere ainda a nota.

Em causa está um caso oi revelado pela revista Sábado a 11 de fevereiro, dando conta que Carlos Manuel Castro, a diretora do departamento de Higiene Urbana, Filipa Penedos, e vários elementos da Polícia Municipal e do Regimento de Sapadores Bombeiros foram vacinados com as sobras das vacinas que esteavam destinadas aos lares de Lisboa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui